12/01/2018

Obrigada e Feliz 2018



Obrigada Pai!
Fiquei um pouco sumida por aqui porque nos últimos meses retornei ao Brasil para ver a família depois da temporada em Londres e novamente à Itália para terminar o mestrado com o projeto final da tese. Como fiz o estágio em Londres, a empresa que me acolheu foi a tutora do projeto final e precisei apresentar a tese em Inglês e Italiano, o que demandou muitas horas de dedicação. Além disto minhas irmãs, uma amiga e sua mãe foram me encontrar para comemorar o dia da laurea em Roma, e aproveitamos para fazer uma viagem de Norte ao Sul da Itália. Muitos lugares novos para contar por aqui também. 




Mas entre tantas emoções e bons momentos nestes últimos meses, um acontecimento inesperado: me machuquei na Itália !!!! Levei uma queda no início do outubro, tive rompimento total do ligamento, ganhei um souvenir italiano que uso à 3 meses e devo ficar ainda mais um mês ou mais. E depois de tanto tempo fora do Brasil me preparo para mudar de apartamento com uma reforma e muita coisa para organizar.



Este ano de 2018 começa diferente e depois de dois anos de Europa a minha cabeça e estilo de vida estão se adaptando aos poucos na rotina do Brasil. Algumas coisas são muito melhores como estar perto da família e amigos, mas outras que podem até passar despercebidos no dia a dia para as pessoas, me incomodam como o barulho no trânsito e a agitação. Outra curiosidade é a forma de alimentação que não consigo mais seguir o padrão brasileiro porque na Itália não comemos tudo junto no mesmo prato. Já comentei neste post AQUI como é a refeição dos italianos. Fui em um restaurante por quilo e estranhei muitoooooo. Parece frescura, mas a comida fica muito mais saborosa quando você não mistura tudo e aprecia cada sabor. Também nunca fui muito ligada em cafezinho, mas que saudades daquele pingo de café servido na Itália, incorporado e um tiro no estomago de tão forte, e sem falar no cappuccino.



Projetos para 2018? Viver e ser feliz sempre com viagens lógico!

Feliz 2018!

21/12/2017

Crostata Italiana com Pasta Frolla






No curso de gastronomia com italiano da Scuola Dante Alighieri na Itália aprendemos a "Crostata", uma torta típica que pode ser doce ou salgada. As crostatas doces são recheadas geralmente com geleias de damasco ou geleias de frutas vermelhas, chamadas de crostata de fruta ou com recheio de nutella. Dependendo da região da Itália, a crostata pode seguir variações de recheios e está presente em toda mesa italiana com receitas que passam de geração em geração. http://www.scuoladantealighieri.org/


Minha primeira Crostata de Nutella




Receita da Massa - Pasta Frolla

240 gramas de farinha de trigo
2 gemas
100 gramas de açúcar peneirado
120 gramas de manteiga
1/2 limão ralado
1 pitada de bicarbonato de sódio


Em uma tigela, misture a farinha, o açúcar, a pitada de bicarbonato. Adicione a manteiga em pedaços pequenos e misture com as mãos.
Bata as gemas com o limão ralado e adicione-o à mistura.
Trabalhe a mistura rapidamente, comprima-a, cubra-a com filme e deixe-a descansar na geladeira por pelo menos 30 minutos.
Após o tempo, retome a massa, trabalhe um pouco com as mãos e espalhe-as sobre o papel manteiga. 
Abra a massa com um rolo, corte algumas tiras para cobrir.
Unte uma forma baixa e coloque a massa, o recheio e as tiras.
Leve ao forno 180º por 40 minutos.











Esta é a receita tradicional para a Crostata e a massa pode ser usada também para fazer biscoitos ou outras tortas. Em uma rápida busca na internet encontrei algumas ideias criativas para a cobertura da crostata, mas você pode personalizar a  receita da forma que desejar.










Veja Também:

Sabores de Gruyère - Suíça

Schneeballen Doce Típico de Rothemburg-Alemanha

A Muqueca de Peixe Baiana de Marya Ayran


02/12/2017

Arancini - Uma especialidade siciliana



Arancini no plural ou Arancino no singular é um bolinho de arroz típico da Sicília, mas encontrada em várias regiões da Itália. A receita é de influência árabe desde a Idade Média, devido ao uso do açafrão. A origem é desconhecida e muitas cidades alegam ser autoras desta iguaria, além de encontrarmos também os nomes de Arancina no feminino ou Arancine no plural. 

O tradicional é feito com arroz arbóreo italiano e açafrão, recheado com ragu de carne e queijo scamorza. Mas atualmente você encontra diversos sabores de recheio salgados e até algumas variações doces.



Receita 

Ingredientes 
3 xícaras de Arroz Arbóreo
6 xícaras de caldo de vegetais feitos previamente (veja Nota abaixo)
50 gramas de manteiga
1 cebola pequena
1 colher chá de açafrão
150 gramas de queijo parmesão ou pecorino ralado
100 gramas de queijo mussarela, scamorza cortado em cubos 
Ragú de Carne
Azeite e sal

Modo de Preparo
Doure a cebola no azeite sem deixá-la escurecer. Acrescente o arroz, sal, açafrão e o caldo de vegetais quente. Mexa tudo e deixe cozinhar em fogo baixo. No término do cozimento acrescente o queijo ralado e a manteiga. Deixe esfriar em um refratário por 12 horas. 

Nota: O caldo de vegetais pode ser feito com a fervura de 1 litro de água, 1 cebola inteira, 1 cenoura, salsão, 1 ramo de alecrim ou tomilho, 1 folha de louro, ginepro ou zimbro, 1 tomate.



Ginepro ou Zimbo

Ingredientes do  Ragú de Carne
200 gramas de carne picada 
2 a 3 tomates sem pele batidos no liquidificador com 1 cenoura
130 gramas de extrato de tomate
50 gramas de queijo parmesão
1 cebola média
100 gramas de ervilha
1 copo de vinho branco
Azeite e sal

Modo de Preparo
Doure a cebola no azeite e adicione a carne picada até refogar bem. Acrescente o vinho, deixe reduzir, depois o tomate batido e o extrato de tomate até ficar um molho denso cozinhando lentamente para que a carne fique bem macia. Tempere com sal, parmesão e as ervilhas.

Montagem dos Arancini
Pegue o arroz que deve estar bem gelado e coloque uma colher de sopa na palma da mão, recheie com o ragu e um pedaço de queijo. Coloque outra colher de arroz e enrole. Passe no ovo batido e pão ralado ou farinha de rosca. Frite em óleo quente. 




A palavra Arancini vem de "Arancia" que significa laranja em italiano. Nesta última foto os arancini foram enfeitados com folhas de laranjeira. Você pode usar a criatividade nos recheios e sabores do arroz que podem receber salsinha, espinafre para ficarem verdes e tantas outras variações possíveis de sabor e de como servir.

Veja Também:

29/11/2017

As pedras douradas de Roma no Rione S´Angelo





O Rione Santo Angelo em Roma é o menor dos vinte dois que estamos comentando por aqui (Marcador ao lado Itália-Roma Bairros), mas muito rico em história e preciosidades para visitar. Sem dúvida, as pedras douradas espalhadas por algumas ruas deste Rione, predominantemente judeu e com sua Sinagoga são as mais interessantes.

Sinagoga - Tempio Maggiore di Roma




Perto da minha Universidade na Via Flaminia,48 também encontrei algumas pedras douradas e descobri que se chamam Pietre d´inciampo ou Pedras de Tropeço que são colocadas na frente das casas onde judeus foram levados à força para campos nazistas. O projeto foi idealizado pelo alemão Gunter Demnig em memória às vítimas do nazismo, independente de religião e implementada em vários países da Europa desde 1995. Elas medem 10x10 cm e está impresso o nome da pessoa, o ano de nascimento, a data de deportação e a data e local de morte quando conhecidos. O projeto ainda é vivo, e em janeiro deste ano foi instalado em Roma mais uma pedra dourada na Via delle Fornaci, 51 com a presença do idealizador do Projeto Gunter Demnig. Atualmente são mais de 20.000 pedras em toda a Europa e ultrapassa 200 apenas em Roma. 

Alguns Endereço das Pedras Douradas no Rione S. Angelo:
Via Arenula, 16,29,41,53
Via dei Portico Ottavia,9,13Via di S.Maria del Piano,10
Via della Reginella,2,10,19,27
Todos os endereços e informações com fotos e nomes das pessoas homenageadas nas pedras douradas de Roma neste site: http://www.arteinmemoria.it





O Rione S. Angelo é uma delícia para andar por suas ruas medievais estreitas e tipicamente romanas, a Via del Portico D´Ottavia é a mais movimentada de pedestres com restaurantes e mesas nas calçadas. A principal atração é o próprio Pórtico no fim da Via com passagem para o Teatro Marcello, um coliseu menor. Marcelo foi sobrinho do Imperador Ottavio Augusto, filho de sua irmã Ottavia.

Teatro Marcelo e Ruínas do Templo  de Apolo Sasiano

Via del Portico O´ttavia

Portico O´ttavia


Portico O´ttavia


Ao lado do Portico D´Ottavia fica a Igreja que originou o nome deste Rione, S´Angelo in Pescheria porque funcionava um antigo mercado de peixes durante a Idade Média. Mas uma outra Igreja maior fica ao lado do Teatro Marcelo, a Santa Maria in Portico in Campitelli. E na mesma via, a famosa Fonte das Tartarugas e a Igreja Santa Catarina dei Funari. Estas Igrejas fazem parte dos Caminhos do Jubileu que comentei neste post AQUI

Fontana delle Tartarughe


Fontana delle Tartarughe


Santa Maria in Portico in Campitelli


Santa Maria in Portico in Campitelli



Santa Maria in Portico in Campitelli


Uma curiosidade é que Roma é sempre pano de fundo para muitos filmes e a Igreja Santa Catarina dei Funari aparece em "Todos caminhos levam à Roma" com Sarah Jessica Parker e Claudia Cardinale.

Santa Caterina dei Funari

Meu roteiro começou descendo do ônibus na Via Vittorio Emmanuele - Piazza Argentina. Diversos ônibus passam nesta Via desde o Vaticano, Termini, etc (consulte o site dos transportes de Roma: http://www.atac.roma.it). Depois deste ponto o roteiro precisa ser feito à pé pela Via Arenula, onde ficam as maiorias das pedras douradas e depois entrando na Via dei Falegnami, e continuando pela Via Funari com a Fontana della Tartaruga e a Igreja Santa Maria dei Funari. Continuando até Piazza di  Campitelli com a Igreja di Santa Maria in Portico in Campitelli, e virando à direita na Via della Tribuna di Campitelli até o Pórtico d´ottavia , o Teatro Marcelo e a Sinagoga. Você terá conhecido o Bairro Judeu de Roma que pertence ao Rione S´Angelo.





No final uma parada para um café no Ducatti, esquina da Piazza Argentina. O ambiente é decorado com motos da marca e no interior uma loja com os produtos, além de café, restaurante, sorveteria, etc.








Veja Também: