16/06/2014

Roteiros em Roma- Forum Romano e Coliseu - Itália


Continuando o Roteiro no centro histórico de Roma, iniciamos na estação de metro Colosseo , em frente ao Coliseu , uma das sete maravilhas do mundo  e símbolo do Império Romano.Construído entre 70 e 90 DC, inicialmente por Vespasiano e inaugurado por Tito. Ao lado do Coliseu fica o Arco di Constantino,  o maior arco de Roma com 20 metros de altura e foi construído em 315 D.C. para comemorar o triunfo do imperador Constantino sobre Maxêncio. Compramos pela internet o bilhete de entrada para visitar o Forum Romano que é vendido junto com a entrada do Coliseu. Recomendo muito a compra antecipada porque Roma é sempre lotada de turistas e as filas são grandes. A entrada para quem já tem o bilhete é pela Porta da Casa de Augusto, próximo ao Coliseu e na rua do Arco de Constantino.
Entrada da Casa de Augusto e Forum Romano
Arco de Constantino



O Forum Romano foi o centro da vida pública romana, centro comercial, local de cerimônias triunfais , discursos públicos, confronto entre gladiadores, etc. 







Uma das obras mais importantes de Michelangelo fica bem pertinho co Coliseu e para chegar no Moisés dentro da Igreja San Pietro In Vincoli, que também tem as correntes que aprisionaram São Pedro, basta subir a escada em frente ao Coliseu na Rua dos Foros Romanos e ao lado da estação do  Metro Colosseo.

A estátua de Móisés  de Michelangelo, de 1513 era uma encomenda do Papa Julio II para o seu mausoleu, e fazia parte de um projeto maior que não foi terminado. Julio II é reconhecido por ser o papa que mais fez pela arte e cultura de Roma, e em 1506 colocolu a primeira pedra da nova Basílica de Sâo Pedro, foi amigo e patrono de Michelangelo, Bramante, Rafael e está enterrado na Igreja San Pietro n VIncoli. As figuras bíblicas femininas ao lado de Moisés são Lia representando o amor ativo, e Raquel representando a fé. Conta-se que após terminar a obra Michelangelo bateu com um martelo na estátua e começou a gritar : Porque não falas?, diante da perfeição de seu trabalho.





O Domus Aurea foi um grande Palácio Romano construído por Nero depois do grande incêndio que devastou Roma. Hoje uma parte do Domus Aurea está com novas construções como o Coliseu, o Templo de Vênus.etc. Uma pequena parte é possível de visita ao lado do Coliseu, que recebeu este nome devido a imensa estátua de Nero colocada nesta área para o Domus Aurea ( em latim Casa Dourada), mas que hoje não está mais neste local. 


Caminhar nesta área de Roma é um convite à imaginação para tentar enxergar como eram todos aqueles palácios que estão em ruínas. Mas sem dúvida o Monumento a Vittorio Emanuele II, o primeiro rei da unificação italiana na Piazza Venezia chama muito a atenção. Com a morte de Vittorio Emanuele II, em 1878, decidiu-se construir um monumento em homenagem ao pai da Nação e o Ressurgimento italiano. Em 1880 houve uma competição de projetos onde o francês Nénot ganhou, mas uma nova competição em 1882, foi feita apenas para designers italianos e com uma série de recomendações como ter a figura equestre em bronze do rei, entre outros. Giuseppe Sacconi, um jovem arquiteto da Região de Marche ganhou o concurso com o projeto que foi construído na Piazza Venezia  e conhecido como o Altar da Pàtria. A altura de 70 metros equivale a um prédio de mais de 20 andares e também abriga o túmulo do soldado desconhecido.
O nome da Praça é devido ao Palazzo Venezia, antigo Palácio São Marcos que em 1469, tornou-se palácio papal residencial .




Ao lado deste monumento fica a Piazza Campidoglio  -projeto de Michelangelo com 3 edifícios : Palazzo Senatorio - Sede do Governo italiano, Palazzo dei Conservatori  e Palazzo Porta Nuova com o Museu Capitolino. No centro da praça a réplica da estátua de Marco Aurélio com original no Museu Capitolino. Farei um post especial deste museu para visitar as principais obras e sua importância na história de Roma.

 


A opção a partir deste ponto é passar algumas horas visitando o museu Capitolineo que será assunto de outro post ou retornar à Via del Corso para os amantes de compras ou fazer o percurso que já comentamos no post sobre Roteiro no centro de Roma. Outra opção é caminhar em direção a Isla Tiberina para visitar a Boca della Veritáa máscara na parede com aparência do rosto de um homem de barba, olhos, nariz e boca perfurados. Sua fama está ligada à tradição popular de que ao colocar a mão na abertura da boca ela pode morder se a pessoa for infiel ou mentirosa.


Próximo a Boca della Veritá fica o Arco de Juno, dedicado ao Deus dos inícios, das decisões e das escolhas. Numa Pompilio , rei de Roma que sucedeu Rômulo ajustou o calendário romano adicionando o mês de janeiro, dedicado ao Deus Juno. O Arco de Juno tem quatro lados enquanto a maioria dos arcos de triunfo tem dois lados, e a sua escultura fica no Museu Vaticano, com um busto olhando em duas direções opostas que significa o presente e o futuro.

Arco de Juno


Outro monumento em Roma próximo à Isla Tiberina e construído pelo Imperador  Augustus em memória à sua irmã Ottavia é o Complexo do Pórtico d´Ottavia . De forma retangular com colunata dupla e no centro havia dois templos, um dedicado a Juno e outro a Júpiter. Na Idade Média, a área foi usada como um mercado de peixes. E a poucos metros fica o  Teatro Marcello, iniciado pelo Imperador Júlio Cesar e concluído por Augustus em homenagem a seu sobrinho, filho de Ottavia que faleceu cinco anos da conclusão do edifício.

Pórtico d´Otttavia

Teatro Marcello
Este é um roteiro básico para um dia ou dois de passeio em Roma porque apenas para visitar o Forum Romano e Coliseu, dependendo das filas pode levar o dia inteiro. O Museu Capitolineo também tem muita coisa para ser visitada e conta com estrutura de lanchonete e banheiros no interior. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário