01/05/2014

O que fazer na Conexão em Roma - Itália





Amanhã começa nossa viagem de 40 dias, e desta vez com minha sobrinha e uma amiga porque vamos estudar. O curso será na Itália, mas no tempo livre daremos algumas escapadas para passear, visitar a família na Toscana e um pulo para passeios panorâmicos com trem na Suíça e algumas cidades do Sul da França. A primeira parada de apenas um dia  será na eterna Roma, e recebo muitas mensagens de pessoas em conexão nesta cidade querendo aproveitar o tempo para conhecer algum ponto turístico. Isto não é impossível, mas é preciso levar em consideração alguns pontos que vamos esclarecer. Primeira observação é que o horário de chegada marcado na sua passagem  é o da aterrissagem, e demora alguns minutos para a aeronave parar por completo, estacionar e liberar o desembarque.

A próxima etapa é o Controle de Segurança e Imigração,  para portadores de passaporte da comunidade européia tem uma fila especial para isto. Se estiver apenas com passaporte brasileiro, basta dirigir-se aos guichês onde eles conferem a validade do seu passaporte, fotografia e carimbam liberando a sua entrada. Importante ressaltar que para quem tem dupla cidadania deve sair do Brasil com o passaporte brasileiro e entrar ou sair da Europa com o da Comunidade Européia. Para pessoas em conexão para outras cidades dentro da Comunidade Européia ,e se for a primeira parada na Europa desde a saída do Brasil, este procedimento será feito apenas uma vez. Este procedimento pode ser rápido ou demorar algum tempo, principalmente quando chegam muitos voos no mesmo horário. Depois desta etapa esperar as malas na esteira de bagagem e estará liberado para a saída. Na Europa o free shop costuma ser apenas no embarque.Em alguns casos de conexão é preciso retirar as malas e reembarcar novamente, basta verificar a etiqueta colocada na sua mala no check-in e confirmar com o atendente.




Normalmente os voos internacionais chegam no Terminal 1 do Aeroporto Fiumicino e para chegar ao centro de Roma já comentei neste post AQUI sobre todas as possibilidades. A melhor maneira de chegar ao centro de Roma é pegar o trem que sai do Terminal 3 ( tubo branco na foto acima), basta caminhar para passar de um terminal ao outro porque não ficam muito distantes.

O guarda volumes ( Deposito Bagagli ) fica na área de Desembarque do Terminal 3,caso precise deixar as malas por algum tempo. É meio escondido, no final do corredor do portão do desembarque e custa 6 euros por volume a cada 24 horas.(preços em maio 2014)

Concluindo, dá tempo de conhecer alguma coisa em Roma em conexão neste aeroporto? A resposta depende do tempo que você terá para o próximo embarque. Depois de tudo o que comentei acima, que pode ser calculado em média mínima de uma hora, considere pegar o trem Leonardo Express que liga o aeroporto à Estação Termini . Ele custa 14 euros cada trecho de ida ou volta ,e é mais rápido do que o outro trem que sai do mesmo terminal até a Estação Tiburtina e custa 8 euros. Ambas as estações Termini e Tiburtina são servidas por metro para você se deslocar, mas o Express não faz paradas intermediárias e demora menos do que o outro, portanto para quem tem pouco tempo na cidade é a melhor opção. Considere também o tempo da volta ao aeroporto e o check-in com uma hora antes do embarque.Para saber os horários dos trens consulte o site www. trenitalia.it prestando atenção nas setas amarelas abaixo:

Selecione Tutti Treni, Da Fiumicino Aeroporto a Roma Termini ou Roma Tiburtina e o horário aproximado

Exemplo de alguns horários Leonardo Express com 32 minutos de duração até a Estação Termini

Exemplo de alguns horários Leonardo com 48 minutos de duração até a Estação Tiburtina


O bilhete pode ser comprado na bilheteria da estação dentro do aeroporto ou nas máquinas  espalhadas pelo terminal. Na foto abaixo os dois trens: leonado express do lado direito e o  Regionale do lado esquerdo. Os dois são bons e o Express é um pouco mais novo.




A minha dica para quem está em conexão e deseja aproveitar o tempo é evitar lugares muito grandes para uma visita rápida como o Vaticano, e escolher pontos próximos ao metro para uma deslocação mais rápida pela cidade. O Coliseu é uma boa opção porque tem uma estação de metro bem em frente  e os Foros Romanos , mesmo que você não tenha tempo de entrar  é bonito por fora e um cartão postal símbolo de Roma. Basta pegar o metro na Termini, linha Azul em direção à Laurentina e descer na segunda estação Colosseo. O percurso é rapidinho e custa um euro o ticket que pode ser comprado nas máquinas ou bilhetaria na estação escolhendo o bilhete "Semplice" para cada trecho . E para evitar filas na volta já compre todos os tickets de trem e metro de uma vez assim que chegar.



Mapa Metro de Roma

Entrada Estação Colosseu em Roma



Com todas estas informações você pode calcular o tempo na sua conexão e aproveitar um pouco da eterna Roma. E se não conseguir sair do aeroporto aproveite os restaurantes, a livraria e lojas do mezanino na área de embarque do terminal 3 que são melhores. Na frente do aeroporto fica uma escultura de Leonardo da Vinci por ele ser o primeiro a projetar um objeto com asas e um helicóptero. Na verdade o nome do aeroporto na região de Fiumicino é Leonardo da Vinci.



27/04/2014

Viagem com trem pela Europa



Viajar de trem pela Europa é o meio mais fácil e barato para pequenas distâncias e não é nenhum bicho de sete cabeças para comprar as passagens ainda no Brasil. Se você não deseja viajar com horários pré-estabelecidos e gosta de mais liberdade para escolher quando viajar, é melhor deixar para comprar na bilheteria do local, mas pode usar os sites para consultar os horários e preços.

Para quem deseja viajar com mais segurança e tudo programado, pode comprar direto pelo site da http://www.raileurope.com.br/ com as principais cias de trem. Na página principal do site você cria uma conta para efetuar suas compras e realiza consultas de horários e preços para primeira ou segunda classe, que equivale à classe executiva de um avião e um pouco mais de espaço e conforto na primeira classe.

http://www.raileurope.com.br/

No site você também poderá escolher a compra de um Passe de trem, e neste caso recomendo sempre fazer algumas contas para averiguar se vale a pena. Exemplo, o Eurail Global Pass dá direito a viagens ilimitadas em 24 países europeus ( Áustria, Bélgica, Croácia, Bulgária, Republica Tcheca, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Portugal,  Irlanda, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia e Suíça). Os preços também variam com a quantidade de dia de utilização com um mínimo de 15 dias a 3 meses. Porque fazer conta para comprar um passe? Basta você consultar os trechos que pretende individualmente e, dependendo do número de países e dias a visitar pode compensar mais a compra dos trechos do que pagar o Pass.


Os passes devem ser validados por um agente ferroviário oficial no guichê da primeira estação  que utilizar e antes do embarque, apresentando o  passaporte que não pode ser da Comunidade Europeia ,porque apenas os não residentes podem comprar este tipo de passe de trem. Existem outros passes que podem ser consultados na parte " Bilhetes de Trem " do site da Raieurope, com descontos em alguns trechos e  vantagens dependendo da estação, valor  e antecipação da compra. Para a compra de trechos individuais não é preciso este procedimento de validação com o agente ferroviário.

Na finalização da compra será gerado um arquivo PDF do seu bilhete para  salvar e imprimir. Em alguns trechos aparece apenas a opção de entrega e usei recentemente sem problemas, recebendo a confirmação por e-mail da Fedex e em 4 dias as passagens  já estavam em casa . A única desvantagem da compra antecipada em relação a deixar para comprar na bilheteria é que você paga uma taxa de serviço, e se houver entrega a taxa da Fedex.



Comprar as passagens é muito fácil e as viagens com trem são a melhor opção na Europa, em minha opinião porque você não perde tempo com check-in e desembarque. Mas o que você precisa observar é que na estação precisa validar a sua passagem antes de embarcar. Normalmente próximo às plataformas de embarque tem uma máquina como as das fotos abaixo para inserir o ticket. Ninguém solicitará a sua passagem para entrar no trem e oficiais passam depois para averiguar se o seu ticket foi carimbado na máquina antes do embarque.  
Update: As multas caso não tenha validado o bilhete são altas e se subir no trem sem o bilhete  pode deixar uma boa quantia com o fiscal. Caso esteja com o bilhete e entrou no trem sem validar procure imediatamente o fiscal que circula pelo trem ou normalmente está no primeiro vagão e explique o ocorrido, que é estrangeiro e não está acostumado a validar ou não encontrou a máquina e conte com a sorte dele perdoar ou passar a multa que deve ser paga na hora em espécie ou no cartão. Na Itália a multa é de 200 euros se estiver sem bilhete e 50 euros se estiver com o bilhete sem validar. ( atualizado em maio de 2016)





Outra observação é que na passagem não está escrito o número da plataforma de embarque e você precisa consultar no painel da estação assim que chegar. Outros painéis com todas as informações de chegadas e partidas de trem estão posicionados nas plataformas como estes abaixo:




Viajar com trem também  tem a vantagem de não existir limite de peso para embarque de malas como nos aviões, mas não é muito fácil viajar com o guarda-roupa nas costas porque em algumas estações não existe acessibilidade, e subir escadas com malas grandes e pesadas pode transformar seu passeio em uma tortura. O embarque no trem também é através de escadas e com um espaço entre a plataforma que pode dificultar o embarque de malas grandes. Dentro do trem as malas são guardadas entre um vagão e outro, e na cadeira o único espaço  fica acima de sua cabeça em uma prateleira para malas pequenas. Se quiser viajar com mais segurança pode levar um cadeado tipo de bicicleta para prender sua mala que estará entre os vagões e  longe de seus olhos  enquanto viaja. 








Para evitar aborrecimentos faço a programação da viagem para deixar a mala grande em algum guarda-volume de aeroporto ou estação e viajo de trem apenas com uma mala pequena e uma mochila. 



Alguns trens possuem serviço de lanchonete, mas você pode levar seu próprio lanche sem problemas.