12/07/2014

Delícias Italianas por Maria Teresa, uma leitora do blog




Aproveitando o último post " Do Virtual para o Real ", onde comento sobre ter conhecido algumas leitoras do blog que se tornaram grandes amigas e o novo Marcador do Blog " Receitas do Mundo", solicitei a Maria Teresa escrever sobre uma especialidade que gosta, Gastronomia. Ela possui uma empresa de tortas que fornece para importantes clientes de São Paulo e gosta de conhecer e experimentar uma boa comida típica em cada lugar que passa.Descobrimos que estaríamos em Camerino no mesmo mês e marcamos um encontro ainda no aeroporto de Roma, chegamos juntos na cidade e não desgrudamos mais.

Sempre elegante na Piazza Cavour de Camerino

Festa Medieval de Camerino

Sempre juntas nos passeios com a Escola

Muitos momentos divertidos juntas em casa 

Um dos muitos momentos em Restaurantes onde experimentamos delícias italianas


Sou a Maria Teresa, seguidora da Nídia em seu blog, e hoje depois dos quase trinta dias de uma alegre e prazerosa convivência em Camerino, acho que somos amigas.
Nídia pediu- me para escrever sobre algo delicioso e especial que tenha comido nesta ultima viagem. Tarefa bem difícil, uma vez que nos 45 dias que vaguei pela Itália, comi maravilhosamente bem. Porém duas coisas foram bem especiais; a "PANNA COTTA", uma sobremesa típica italiana e as "OLIVE ASCOLANE FARCITE", típica da Região de Marche, na Itália onde estávamos.

Gosto muito da Panna Cotta, uma sobremesa simples e deliciosa, quando bem feita, dai resolvi experimentar em vários restaurantes e lugares. As três melhores foram: do Ristorante Clavature em Bologna, do Ristorante La Reggia degli Etruschi em Fiesole e do Ristorante Maffei na Piazza Erbe,38 em Verona. Infelizmente não tenho uma receita testada que cheguei a altura das maravilhas que provei, mas fica aqui a dica de onde saborear este singelo doce italiano.


Panna Cotta do Restaurante Calvature de Bologna
 recomendamos porque foi a melhor refeição de toda viagem
http://www.clavature.it/
Via Clavature, 17 - Bologna - Itália

Panna Cotta do Restaurante La Reggia degli Etruschi, em Fiesole
http://www.lareggiadeglietruschi.com/
Via S. Francesco,18 - Fiesole - Itália

Panna Cotta  Ristorante Maffei, em Verona
http://www.ristorantemaffei.it/
Piazza Erbe, 38-Verona - Itália

Ah! As Olive Ascolane, simplesmente fantásticas, principalmente acompanhadas por uma birra geladinha ou com um bom vinho. Comemos umas muito boas em Porto Recanati, linda cidade no litoral adriático. Em Camerino também achei umas muito especiais na Formaggeria da Sra Antonella, muito artesanal. 

Olive Ascolana de Porto Recanati  no Restaurante Balneare Marinello - Itália


Olive Ascolana de Camerino - Itália



Encontrei uma receita muito parecida com a deles:

Ingredientes para 10 pessoas:

 40 azeitonas verdes, grandes, sem caroço.
 Agua fria o quanto baste.

Para o recheio:
100g de vitela picada
100g de lombo de porco picado
2 dentes de alho picados
2 colheres sopa de óleo de oliva
20g de queijo parmigiano ralado
1 gema de ovo
3 ovos batidos
Farinha de rosca o qb
Oleo para fritar
Orégano a gosto.
Sal a gosto

Desencaroce as azeitonas, e deixe-as de molho na agua fria.

Frite o alho no azeite de oliva. Quando começar a dourar, junte as carnes
bem picadinhas. Deixe corar um pouco e va pingando agua.
Quando ficarem macias, retire do fogo sem nada de caldo e passe-as pelo processador. Deixe esfriar e adicione o queijo ralado, a gema, orégano e sal. Misture bem.
Escorra as azeitonas e recheie cada uma delas, utilizando uma seringa culinária, ou o cabo de uma colherzinha de café.
Passe-as pelo ovo batido e depois pela farinha de rosca.
Frite-as em óleo, até adquirirem uma cor amarelada.
Sirva quente ou  fria, polvilhe orégano.

Trabalhoso, não?  Porém deliciosas!

Agradeço a oportunidade de escrever neste blog tão simpático
e útil.

09/07/2014

Do Virtual para o Real em Camerino-Itália




A grande alegria desta última viagem que fiz a Camerino foi encontrar ao vivo  leitoras do blog, pessoas que conhecia virtualmente através de e-mails e mensagens por aqui. Logo no aeroporto de Roma conheci Maria Tereza de São Paulo que foi uma super amiga durante toda a viagem, passamos todos os momentos juntas. Depois encontrei Adriana do interior de São Paulo, Orlane de Brasília e Vivi do Paraguai. Além delas, estava viajando também com minha sobrinha e uma amiga que tornaram esta viagem inesquecível pelos muitos momentos felizes que passamos juntos. No último sábado nos encontramos, e todas querem retornar novamente a Camerino.




Vivi deixou uma mensagem linda  no Facebook :
Nidia Borelli es la mejor blogger de viajes! Passione per viaggio me ayudó muchísimo a organizar mi recorrido y conocer Camerino. Gracias por tus consejos y tus dicas tan útiles. Espero poder viajar y conocer tanto como vos! Gracias Nidia!  — com Nidia Borelli.


Espero poder conhecer ao vivo cada um que passa por aqui um dia porque como diz a frase de Antoine de Saint Exupèry:

"Aqueles que passam por nós não vão sós, não nos deixam sós.Deixam um pouco de si,Levam um pouco de nós."





06/07/2014

Receitas e Sabores do Mundo - Massa italiana





Nosso recém inaugurado marcador "Receitas e Sabores do Mundo" já rendeu muitos e-mails solicitando receitas italianas e tentarei colocar todas por aqui, mas a regra geral é que eu comente apenas as receitas que experimentei nas viagens. Não pretendo mudar o foco do blog, mas como em viagem é sempre muito bom experimentar as comidas típicas, acredito que uma coisa está ligada à outra.

Antes das receitas, gostaria de comentar a importância de escolher uma boa marca de massa porque faz toda a diferença no resultado final. Já experimentei várias e prefiro fazer a minha massa quando tenho tempo, ou usar Barilla porque não desmancha e também não demora horas para o cozimento certo como algumas que conheço. Mas qual o tempo certo de cozimento? Já me perguntaram isto milhões de vezes e a resposta é a mesma: "depende". Depende do tipo de massa, depende se a massa é fresca ou industrializada, depende da sua preferência para uma massa mais mole ou al dente, depende do tipo de molho, depende da espessura da massa,  etc. Mas podemos observar algumas regras gerais para fazer uma boa massa:

ESCOLHENDO A PANELA:
A panela precisa ser funda e larga para a massa não grudar uma na outra e sem tampa para não amolecer demais.

COZIMENTO DA MASSA:
A água para cozinhar deve ser suficiente para cobrir toda a quantidade de massa durante o tempo de cozimento : 1 litro de água para cada 100 gramas de massa. 
Colocar o sal apenas com a água fervendo com bolhas e depois a massa : 10 gramas para cada litro de água. 
Não corte o spaguetti , deixe para fora o que não couber e assim que começar a cozinhar ele escorrega para dentro da panela.



TEMPO DE COZIMENTO:
Massas frescas cozinham mais rápido do que as industrializadas.
O melhor tempo? experimente, experimente, experimente e depois nem precisa almoçar ou jantar de tanto experimentar.(rsrs) Mas é a única maneira de saber se a massa está no ponto desejado antes de ter uma certa experiência. Quando você perceber que a massa mudou de cor no cozimento é hora de ficar atento, retire uma unidade e corte para verificar se a massa está por inteiro da mesma cor. Mexa a massa de vez em quando para não grudar na panela e uma na outra. Em média as massas mais finas demoram cinco minutos enquanto as mais grossas dez minutos.
O nhoque é colocado na água fervente e assim que subir para a superfície deve ser retirado com uma escumadeira e colocado sobre uma travessa com um pouco de molho ou azeite para não grudar.Esta é uma das minhas histórias engraçadas porque a primeira vez que fiz nhoque deixei cozinhar igual um spaguetti , ele derreteu na água não sobrando nada.
Massas no forno geralmente são pré-cosidas e levam o tempo apenas de derreter os queijos ou molhos do preparo. 


MASSA AL DENTE:
Massas al dente são as preferidas da maioria porque são mais firmes sem significar que precisam estar duras. 

ESCORRENDO A MASSA:
Utilize um escorredor de massas e não jogue água fria. Para o macarrão não grudar coloque um pouco de manteiga ou azeite  após despejar em uma travessa, principalmente se não for servir imediatamente. Tenho por hábito usar uma manteiga temperada caseira feita com ervas e alho e salpicar  um pouco de queijo para deixar a massa mais saborosa independente do molho a ser usado.

ESQUENTANDO A MASSA:
A massa apenas cosida  pode ser passada em uma água fervente para esquentar, e por este motivo que al dente é melhor porque se precisar aquecer não ficará muito mole e grudenta. Para massas recheadas e já com molhos, utilize um banho-maria e sempre deixe um pouco do molho à parte para aquecer separado e jogar por cima quando precisar esquentar.

TIPOS DE MASSA:
Existem muitos tipos de massas e suas variações de espessuras e tamanhos.Abaixo algumas tradicionais:


Spaguetti  

Fusilli 
Penne

Farfalle

Rigatone

Conchiglie

Canelloni

Fettuccini e Tagliatelle

Lasanha

Tortellini ou Capeletti
Ravioli




SABORES DE MASSA:
A massa tradicional é feita apenas com farinha e ovos, mas é possível acrescentar mais sabor e cor misturando alguns ingredientes durante a preparação como:

Roxa - beterraba cosida
Verde - espinafre cosido
Amarelo - açafrão misturado com água
Laranja - abóbora  ou cenoura cosida
Preta - Tinta de Lula





RECEITA BÁSICA DE MASSA:
Esta receita está na família desde meus avós e depois que você comer saberá o verdadeiro sabor de uma massa italiana caseira.

1 ovo para cada 100 gramas de farinha de semola
sal


Depois de misturar bem a massa e sovar passar pela máquina de massas e caso não tenha pode abrir com um rolo e cortar ao estilo" mal tagliato", que significa mal cortado em tiras de qualquer maneira sem padrão.