30/04/2015

Greve in Chianti - Itália



Greve in Chianti fica distante 36 Km de Firenze , a  primeira principal cidade que vale a pena parar na Chintigiana, a estrada mais bonita da Itália. A Piazza Giacomo Matteotti com o monumento de Giovanni Verrazzano é o coração da cidade e local do mercado que acontece todos os  sábados desde 1300. Com formato triangular é cercado de arcadas e a Igreja Santa Cruz ( Santa Croce ) do século XIX em uma ponta com a Câmara Municipal em estilo renascentista no lado oposto. 


Igreja Santa Croce

Monumento Giovanni Verrazzano, navegador e explorador italiano

Cãmara Municipal de Greve in Chianti



Várias lojas sob as arcadas da Praça com destaque para a L´antica Macelleria Falorni , fundada em 1806 e produzindo até os dias atuais produtos artesanais como o Salame Falorni que leva uma dose do vinho Chianti e sabor único. São vários tipos de salames, panchetas com ervas, embutidos, etc. Aberta de segunda à sábado das 8h00 às 19h30 e domingos das 10h00 às 19h30. Impossível não lembrar das minhas origens vendo tudo isto porque meu avô italiano e depois meu pai e tios também produziam estes produtos.  www.falorni.it










A cidade também é considerada o coração da produção do Vinho Chianti Clássico e local do evento que acontece todo mês de setembro " Settembre Greviano ", uma feira de vinhos em Greve in Chianti. A Vinicola e Cantina " Le Cantine " abriga o Museu do Vinho e espaço para degustação com um sistema de Wine card. Você compra um cartão eletrônico no valor que deseja 10, 15, 20 , 25  euros e insere nas máquinas de degustação com vários tipos de vinhos, além de outros tipos chianti que podem ser provados gratuitamente. O espaço funciona das 11h00 às 18h00 todos os dias, exceto às terças-feiras.
http://www.lecantine.it/








Uma parada em Greve é o ponto de partida para apreciar as belezas naturais da região e começar a provar as delícias gastronômicas com seu vinho,azeite, salames, etc. Para quem desejar almoçar na cidade o Restaurante Il Galo Nero, próximo à Piazza Matteotti é recomendado.






28/04/2015

Chiantigiana, a estrada mais bonita da Itália





Quando falamos de Toscana, as imagens que temos são aquelas estradas cheias de ciprestes, vales e montanhas. Tudo isto encontramos na Chiantigiana, a estrada regional 222 da Toscana que corta toda a região do Chianti ligando Firenze a Siena. O roteiro pode começar em Firenze, passando pelas cidades de Greve in Chianti, Panzano, Castellina, Radda, Gaiole e terminar em Siena.  O percurso é fácil para ser percorrido com panorama de colinas, vinhedos, cidades medievais e castelos. Pode também ser feito de Siena a Firenze passando pelos mesmos lugares, e dependendo do seu tempo esticar os dias da visita em cada cidade.




O ideal é alugar um carro em Firenze na Estação Santa Maria Novella, seguir em direção ao Rio Arno atravessando a Ponte de Varlungo para pegar a Via Marco Polo e a saída SS222, a Chiantigiana. Recomendo a  primeira parada para degustação de Vinho Chianti no Castello Verrazano , seguir para Greve in Chianti para almoçar e conhecer o Museu do Vinho, e em seguida Villa Vignamaggio que pertenceu à Mona Lisa de Leonardo da Vinci, depois Radda, Gaiole, Castellina e  Panzano com o açougue mais antigo da Itália e melhor bisteca forentina, Fonterutolli para mais uma degustação de vinhos e  terminando o dia em Siena. Pode parecer muita coisa em um dia, mas as cidades são relativamente pequenas e as distâncias curtas entre elas, mas você pode programar ficar mais tempo em cada uma delas. Veja a tabela abaixo:

FIRENZE
VERRAZANO
30 Km
45’
VERRAZANO
GREVE IN CHIANTI
6 Km
10’
GREVE IN CHIANTI
LAMOLE
6 Km
10’
LAMOLE
PANZANO IN CHIANTI
8 Km
15’
PANZANO IN CHIANTI
GAIOLE IN CHIANTI
25 Km
35’
GAIOLE IN CHIANTI
RADDA IN CHIANTI
12 Km
15’
RADDA IN CHIANTI
CASTELLINA IN CHIANTI
11 Km
15’
CASTELLINA IN CHIANTI
FONTERUTOLLI
5 Km
5’
FONTERUTOLLI
SIENA
25 Km
30’



Castellina in Chianti

Fonterutolli

Villa Vignamaggio