19/06/2015

Cores, Aromas e Sabores da Provence- França

A Provence é uma região rica de luz, cores, aromas, sabores e com muitos produtos típicos  que revelam um estilo de vida do campo natural. A Lavanda é um símbolo marcante da região com uma cor bonita e um perfume maravilhoso que está presente em sachês, bordados, fragrâncias, sabonetes e até mel de lavanda.






Os sabonetes de Marselha existem desde a Antiguidade, originário da cidade de Alepo, na Síria. Foram trazidos pelas Cruzadas para o Ocidente, através da Bacia mediterrânea e a cidade de Marselha. Mas tenha cuidado com as falsificações baratas que você encontra em muitas lojas tipo "pega-turista". O verdadeiro apresenta-se sob a forma de um cubo de 600 gramas com um texto gravado 72% de óleo. É um produto natural e 100% biodegradável. 






As ervas da Provence  são vendidas desidratas e não tem uma receita padrão, mudando alguns ingredientes conforme o fabricante, mas em geral o mix pode conter: tomilho, manjericão, alecrim, salsa, orégano, segurelha, estragão, menta, manjerona, louro, lavanda, casca de laranja entre outras. Muitos restaurantes da região usam a versão fresca da mistura conferindo um aroma que você sente ao passear pelas ruas de pequenas vilas. A melhor maneira de usar as ervas da Provence é adicionando um pouso ao azeite para temperá-lo e depois sobre grelhados durante o cozimento.





Os azeites franceses com ervas da Provence são divinos.Comprei no free shop da França este da foto abaixo e não acreditei no sabor refrescante, mentolado e um pouco picante.O azeite de oliva extra virgem com melhor aroma e sabor é aquele indicado na embalagem com percentual de acidez abaixo de 0,8%.Quanto menor a acidez, melhor e mais caro será o azeite. Particularmente, eu só compro os azeites 0,5%,0,3% ou 0,1% no Brasil.

A Tapenade é um prato tipico da Provence e acompanha muito bem peixes e pratos mediterrâneos, mas pode ser servido como entrada juntamente com pão ou torradas.  É uma mistura de azeitonas pretas, alcaparra, anchova picados ou macerados e misturados com azeite de oliva.




As toalhas foram a minha perdição nesta viagem e difícil não resistir entre tantos padrões tipicamente provençais. As melhores que encontrei foram em uma loja em Roussillon ao lado da sorveteria, logo na entrada da cidade, mas você encontrará em muitos lugares. Os padrões tem uma influência indiana com um colorido marcante, temas de oliva, lavandas e flores.









A Cigarra é o símbolo da Provence e típico nas regiões mediterrâneas. As pessoas consideram que seu canto anuncia os dias de verão e trazem boa sorte.Em muitos locais da Provence  é comum você ver uma cigarra pendurada próxima da porta.



Outra paixão principalmente das mulheres : As Sacolas de Mercado da Provence que retratam bem o estilo de vida simples e o prazer de uma culinária com produtos frescos que são comprados principalmente nos mercados de rua e carregados em sacolas coloridas e alegres. As sacolas são de tecidos ou palha e sempre com muito colorido.





Os Calisons são doces típicos de Aix-En-Provence que comentei neste post AQUI


Outro produto que encontramos bastante foram os sorvetes com sabores exóticos como Violeta, Lavanda, Manjericão, etc. Minha sobrinha provou o de Lavanda, mas não gostou muito.





Em Marselha visitamos a Loja Gourmet da Galeria Lafayette, próximo ao Porto e reparem pelas fotos como as verduras são expostas com um sistema de vaporização de água o tempo todo para manter tudo fresquinho. Reparem tamém na qualidade e maneira de expor os produtos...sem palavras!!!











Provence é mais do que um destino de viagem, é também uma imersão em todos os seus sentidos e revisão de valores para uma qualidade de vida de maneira simples e saudável.


17/06/2015

Santon da Provence - França




No post anterior da Provence comentei sobre o Museu dos Santons na pequena vila de Fontaine de Vaucluse com mais de 2.000 peças. Os Santons são pequenas esculturas de argila pintada representando personagens da natividade como o presépio e habitantes da Provence com suas ocupações tradicionais. Eles estão presentes em todas as lojas de souvenir e um típico artesanato local.



O primeiro Santon foi criado pelo artesão Jean Louis Lagnel, de Marseille, durante a Revolução Francesa quando as igrejas foram fechadas à força e os seus presépios proibidos. A matéria prima inicial era miolo de pão e depois o barro vermelho ocre da Provence.