07/06/2016

Orvieto-Itália


 



Visitar a cidade de Orvieto estava na minha wish list algum tempo porque fica a 100 Km de Roma, 150 Km de Firenze e  perfeita para um bate volta passando horas agradáveis em uma cidade com um dos Duomos mais lindos da Itália. Além de ser rica em história porque esta região da Úmbria era habitada pelos povos  etruscos e úmbrios, foi conquistada pelos romanos e depois da sua queda pelos ostrogodos e bizantinos, fez parte do Ducato de Espoleto, da República Romana, do Império Napolêonico e Reino da Itália. Todos estes acontecimentos  deixaram suas marcas na cidade de Orvieto.



Estação de Orvieto

Piazza Mattetoti da Estação de Trem de Orvieto

Estação Funicular 


Peguei o trem cedo na Estação Termini com custo de 7.75 euros e depois de uma hora cheguei na estação de Orvieto. Os trens saem de Roma da Estação Termini ou Tiburtina com uma hora de viagem ou da Estação Santa Maria Novella em Firenze com uma hora e meia de viagem. Na frente da estação fica o  funicular, um bondinho que leva as pessoas até o topo da cidade ligando a Piazza Mattetoti, da estação ferroviária na parte de baixo até a Piazza Cohen a 157 metros de desnível.  O bilhete custa 1.30 e aconselho comprar o da volta no total de 2.60 porque ele dá direito a usar no período de 90 minutos o ônibus que te leva até a Praça do Duomo,  e se tiver grupo de turismo evita pegar fila. Os ônibus tem frequência a cada 15 minutos e é necessário validar o bilhete em uma máquina amarela perto do motorista. O funicular funciona todos os dias das 9h00 às 20h30 e um bondinho parte a cada 10 minutos.








Ao lado do funicular na parte de cima da cidade fica um ponto de informação turística que fornece mapas da cidade, à direita os restos de um templo etrusco Belvedere e o Poço de São Patrício ( Pozzo di San Patrizio), e à esquerda a Fortaleza de Albornoz(Rocca dell´Albornoz). 







Fortaleza Albornoz



A Fortaleza do século 14 era um templo etrusco e hoje um jardim com a melhor vista panorâmica da região. O Poço de São Patrício do século 16 tem uma construção circular e duas escadas elípticas em forma de espiral que não se cruzam por motivo de defesa, uma obra de engenharia de Antonio as Sangallo, encomendada pelo Papa Clemente VII. A intenção desta escada dupla era para o caso de ataque os etruscos poderem fugir por outra escada sem passar pelos invasores. Sinceramente não encarei esta aventura de 62 metros de profundidade, 13,5 de diâmetro com 248 degraus porque ninguém merece descer ao fundo do poço na vida. Kkkkk. 


Duomo de Orvieto










A grande atração da cidade é o Duomo de Orvieto, Catedralle di Santa Maria Assunta em arquitetura gótica e românica iniciada em 1290, com fachada em mosaicos coloridos e ouro. No interior a Capela de San Brizio dedicada ao bispo santo padroeiro de Orvieto, tem afrescos de Luca Signorelli e Fra Angelico. É sem dúvida uma das catedrais mais bonitas que já visitei.

Torre del Moro




A Torre del  Moro ou Torre do Relógio com 47 metros de altura,  fica no cruzamento da Via Cavour, a principal da cidade com a Via del Duomo.  Atrás da torre a Piazza com o Palazzo del Capitano del Popolo, antiga residência do defensor  ou porta-voz do povo nos tempos medievais e atualmente o local abriga um centro de convenção.

Palazzo del Capitano del Popolo






Muitos objetos de cerâmica etruscos e medievais foram encontrados nas escavações e nas passagens subterrâneas de Orvieto . Muitos artesãos produzem peças inspiradas nestas peças e criam outras com design mais moderno, mas é muito comum andar pelas ruas da cidade e encontrar várias lojas com cerâmica típica de Orvieto.














A cidade de Orvieto fica a 100 km de Roma ou 150 km de Firenze  com carro pela Autoestrada A1, trem com saídas da Estação Termini de Roma (1 hora de viagem) ou Estação Santa Maria Novella de Firenze ( 1h30 de viagem) ou ônibus da Estação Tuburtina de Roma ( 1h30 de viagem). Mais informações da cidade neste site:
http://www.inorvieto.it/it/








Veja Também:






Nenhum comentário:

Postar um comentário