19/11/2016

Rione I Monti de Roma - Parte 1





Clique para Ampliar a Área de Monti no mapa de Roma


A Região conhecida como Rione I Monti, fica localizada no Município I de Roma e comentamos sobre esta divisão da cidade neste post AQUI. O nome significa "Montes" era um bairro degradado, populoso, refúgio de prostitutas e mal frequentado no passado. Na Idade Média era chamada de Área Subura ou Suburana (subúrbio em latim), e passou por várias transformações durante os anos.  Entre 1924 e 1936, com a construção da Via Fori Imperial por Mussolini que liga o Coliseu à Piazza Venezia, o bairro começou a mudar de aparência. Hoje é um bairro cheio de espaços de moda, design, lojas com objetos e acessórios artesanais, galerias de arte, restaurantes e muito frequentado pelos romanos. 
É uma área grande e pode até ser conhecida em apenas um dia, se priorizar apenas o que é do seu interesse conhecer, mas se quiser aproveitar melhor o ideal é reservar mais dias porque algumas ruas são íngremes e percorrer a pé toda a área em apenas um dia é cansativo. O próprio nome já diz "Monte" e engloba parte dos 3 montes de Roma: Esquilino, Viminale e Celio representados em seu brasão. Outro fato interessante é que o Papa Sisto V que fez diversas obras urbanas em Roma, inseriu nesta área 3 obeliscos: na Piazza San Giovanni in Laterano, na Piazza del Quirinale e na Piazza Esquilino. 


Piazza S. Giovanni Laterano

Piazza Esquilino atrás da Igreja Santa Maria Maggiore

Piazza Quirinale

Via dei Fori Imperiale


Atualmente a Via Cavour com a estação de metro de mesmo nome é o ponto de partida para começar a descobrir esta área, ligando a Via dei Fuori Imperial com a Estação Termini. A poucos metros da estação, fica a Igreja de San Pietro in Vincoli com a extraordinária escultura "Moisés" de Michelangelo. No altar desta Igreja ficam as correntes que aprisionaram São Pedro. Ao lado o importante espaço arqueológico Domus Aurea, a Casa Dourada ou Palácio Romano do Imperador Nero e as Termas de Traiano, uma das maiores termas da Antiguidade.

Moisés de Michelangelo

Correntes de São Pedro

Moisés de Michelangelo

Ao fundo Arco e Scalinata dei Borgia  da Idade Romana

O centro do bairro é a Praça da Igreja Madonna dei Monti com a Fontana dei Catecumeni, projetado por Giacomo della Porta e o tradicional La Bottega del Caffè. As ruas do bairro são pitorescas e cheias de lojas com artigos originais artesanais e de design. Aos finais de semana e das 10 às 20 horas com entrada livre, na Rua Leonina 46-Sala de Conferência do Grande Hotel Palatino, acontece o Mercado Monti, criado por Ornella Cicchetti e Bibi Marin em 2009, para ser um ponto de referência aos jovens talentos e promover projetos criativos Made in Italy de arte, design, artesanato, estilistas e inventores. 



Via Urbana

Piazza della Madonna dei Monti e a Fontana dei Catecumeni

Ao fundo La Bottega del Cafè

Igreja Madonna dei Monti





Mercado  Monti


As ruas cheias de charme como a Via dei Neofiti encantaram Woody Allen que filmou em Monti o filme "Para Roma com Amor". A gastronomia é outro ponto forte em Monti com diversos lugares pitorescos, principalmente na Via Urbana. Eu estive no Restaurante " Non c´è trippa per gatti", que comentei neste post AQUI, e  na Ostaria da Valentino que comentarei em detalhes no próximo post, mas existem outros como o Aromaticus que é uma mistura de loja de plantas com restaurante natural, entre outros.




Na parte do bairro próximo ao Fórum Romano ficam alguns pontos arqueológicos da Idade Romana como o Mercado de Traiano, o primeiro centro comercial do mundo da Roma Antiga, século II d.C. O Fórum de Trajano e a Coluna que retrata suas vitórias nas guerras da Dácia (atual Leste Europeu com parte da Bulgária, Hungria e Romênia), projeto do arquiteto Apolloro de Damasco. Os Fóruns de Augusto, Fórum de Nerva, Arco dei Pantani e Torre Medieval delle Milizie.


Largo Corrado Ricci  - Homenagem ao arqueólogo e Historiador de Arte
Torre medieval Conti erguida em 1203, pelo papa Inocêncio III . O mármore de sua fachada foi usado para a construção da Porta Pia de Michelangelo no século XVI

Fórum de Nerva, construído pelo Imperador Domiciano em 97 d.C. 

Fórum do Imperador Augusto

Arco dei Pantani

Casa dei Cavalieri di Rodi e ao fundo Torre delle Milizzie
Casa dei Cavalieri di Rodi e ao fundo Torre del Grillo

Mercado de Traiano e ao fundo Torre delle Milizzie


Fórum de Traiano
Forúm de Traiano - Via Alessandrina


Coluna de Traiano



Igreja SS Nome de Maria


Torre  Medieval delle Milizie do século XIII e levemente inclinada pelo terremoto de 1348. Projeto de Marcheoni Aretino para a família Conti e atualmente parte do complexo Mercado de Traiano.


A Igreja dei Santi Domenico e Sisto foi construída pelo Papa Pio V com projeto inicial de Giacomo della Porta e posteriormente outros arquitetos porque demorou muito tempo para finalizar. O Altar e a primeira Capela é de Gian Lorenzo Bernini e pinturas do teto de San Domenico entre tantos outros artistas que participaram deste projeto. Na mesma rua fica a Piazza del Grillo.







Piazza e Palazzo del Grillo

A Via Nazionale é outra artéria do bairro com vários estabelecimentos comerciais, marcas de luxo e o Palazzo delle Esposizione que abriga importantes mostras de arte e eventos culturais. Na Via Panisperma fica a Igreja de S. Lorenzo e a Villa Aldobrandini.










Igreja S.Lorenzo in Panisperna

Palazzo delle Esposizione

Igreja São Vidal ao lado do Palazzo delle Esposizione na Via Nazionale

O Palazzo Viminale fica em uma travessa da Via Nazionale, na Via Agostino Depretis e no limite do Rione Trevi. Hoje funciona o Ministero dell´interno, onde fica o Primeiro Ministro. 






Na  Via dei Quatro Fontane o nome já diz, as quatro fontes encomendadas pelo Papa Sisto V, que ficam uma em cada esquina e representam o Rio Tibre como símbolo de Roma, o Rio Arno como símbolo de Florença e lugar do nascimento da língua italiana, a Deusa Diana como símbolo da beleza e a Deusa Juno como símbolo da força e do poder de Roma. Veja neste post que escrevemos mais curiosidades sobre este cruzamento: http://passioneperviaggio.blogspot.com.br/2015/12/as-quattro-fontane-e-o-palazzo.html


Deusa Juno
Rio Tibre
Rio  Arno
Deusa Diana

Igreja San Carlino alle Quatro Fontane

Na Via dei Quirinale a Igreja Sant´Andrea Al Quirinale, projeto de Gian Lorenzo Bernini em formato oval e com um altar-mor iluminado por uma fonte de luz oculta, criando um efeito teatral ao estilo barroco. 






Se caminhar partindo da estação de metro Cavour na outra direção pela Via Giovanni lanza chegará na Piazza S. Martino ai Monti  que preserva duas torres ao lado da Basilica S.Silvestro e Martino ai Monti. A Torre dei Capoci foi construída pela famíla Arcioni nos tempos medievais e a Torre dei Graziani pela família Cerroni. 


Torre dei Capoci 


Torre dei Graziani


Basiica S. Silvestro e Martino ai Monti


Em resumo é uma região de Roma que reúne arquitetura da Idade Romana com sítios arqueológicos e aquedutos importantes, arquitetura Medieval do período que o bairro era menos populoso porque os bárbaros que atacaram a cidade romperam os aquedutos da área e a população transferiu-se para a área do Campo de Marzo, arquitetura Fascista e principalmente com a principal avenida do Forum Romano sempre cheia de turistas, arquitetura Barroca presente em algumas igrejas, fontes, parques como o Domus Aurea e rico testemunho de arte.

Percorri o bairro em 3 dias nos finais de semana de intervalo durante o mestrado e ainda não conheci tudo. Por este motivo o post está dividido em Parte I, e depois terá a parte II. Roma é uma cidade com muito para conhecer e sempre descubro algo novo que me encanta. Agradeço sempre o privilegio que Deus me concedeu de estudar nesta cidade eterna.





Nenhum comentário:

Postar um comentário